Prefeitura Municipal de Vera Cruz-BA

Destaques

Vera Cruz aderiu ao Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa

Com o novo método de avaliação, os pais poderão monitorar gradativamente o desenvolvimento do aluno.

 

Em 2012, o município de Vera Cruz, aderiu ao programa do Ministério da Educação (MEC) – Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC).  O pacto consiste em um acordo assumido pelos entes dos governos Federal, Estadual e Municipal para alfabetizar todas as crianças até os oito anos de idade, ou seja, até o final do 3º ano do ensino fundamental.

O município de Vera Cruz, por meio da Secretaria de Educação, vem priorizando o desenvolvimento pleno da criança nos aspectos quanto às práticas sociais de leitura e de escrita. Isso reforça o ideário do PNAIC através de novas formas de trabalhar o fenômeno da alfabetização. O objetivo é favorecer a apropriação do sistema alfabético de escrita e ampliar suas referências culturais.

A coordenadora do projeto em Vera Cruz, Ana Cristina Brandes, ressalta que o estar alfabetizado não é apenas saber ler e escrever, mas que essas duas competências precisam levantar questionamentos como: ler o quê? Escrever o quê?

Sendo assim, é necessário saber fazer o uso adequado da leitura e da escrita nas práticas sociais. “O processo de ensino aprendizagem deve ser significativo, funcional e prazeroso para o aluno e também ser motivador para o professor”, comenta a coordenadora.

Novo método de avaliação

O PNAIC também mudará o sistema de avaliação nas turmas de 1º, 2º e 3º anos, que não terão mais as tradicionais avaliações quantitativas. O método de avaliação é processual e sistemático, onde o professor realiza o planejamento de estratégias de avaliação permanente do desenvolvimento das crianças, com a construção de instrumentos de avaliação e de registro de aprendizagem, onde será possível monitorar o avanço no ciclo de alfabetização de cada aluno. Em cada unidade escolar, os pais recebem um parecer de acompanhamento do aprendizado do aluno e as atividades realizadas durante o período, provavelmente nas reuniões bimestrais da Instituição de Ensino.

No 2º ano, os alunos serão submetidos a duas avaliações nacionais – (no início e no final do ano), a Provinha Brasil. Com base nos dados analisados por meio dos instrumentos de avaliação, os professores serão auxiliados na tarefa de planejar situações didáticas que favoreçam as aprendizagens. Ao final do 3º ano o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) realizará uma prova em todo o país para verificar se o nível de alfabetização foi alcançado e assim aplicar medidas e políticas corretivas, se necessário.

Inclusão de portadores de necessidades especiais

O programa não deixa de fora as crianças com necessidade especiais e com dificuldade de aprendizado, Ana Cristina conta que a inclusão está presente no contexto dessa proposta do Pacto, onde “os professores estudam e desenvolvem estratégias de acompanhamento para alcançar o objetivo esperado, com apoio pedagógico mais intenso e diferenciado. Visando a inclusão social e o desenvolvimento de todos, cada qual no seu tempo e com sua especificidade”, assegura.

Vera Cruz avança no IDEB

Nos últimos cinco anos, o Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (IDEB), mostra a evolução no cenário de educação na rede municipal de ensino em Vera Cruz. O IDEB serve para medir a qualidade de ensino com base no desempenho do estudante, na avaliação realizada pelo Inep a cada dois anos. Em 2007, a nota foi 2.9, já em 2011 o município avançou para 3.6, sendo que a nossa meta para 2013 é 3,8. Nesse caminho de desafios para a melhoria da escola pública, Ana Cristina confirma: “a adesão ao Pacto vai melhorar a qualidade de ensino, mas somente terá êxito se houver comprometimento de todos os envolvidos, pais, alunos e educadores”.